Sughetto

Sughetto

/sughetto.casa    @sughetto.casa

Nossa Linha de molhos caseiros frescos e pré-preparados, não leva
conservantes e é elaborada com receitas típicas da Itália.

Tudo é feito com muito carinho e atenção pensando em
garantir um alimento prático, saudável e feito em casa.

Delivery de molhos frescos muito práticos, deliciosos e italianos.

A quantidade mínima de pedido de nossos molhos é de dois potinhos, porém, os sabores são de livre escolha do cliente.

Nossos potinhos servem, em geral, até 4 porções de massa, e tem data de validade de 30 dias.

Sughetto Delivery de Molhos

O nosso sabor mais curioso, um Ragu feito com o sumo da laranja. É um molho leve perfeito para dias quentes. Combina com vinhos brancos e sabores mais suaves.
Carne bovina, carne suína, cebola, cenoura, salsão, azeite de oliva extra virgem, alecrim, sálvia, alho, sal, suco de laranja e vinho branco extrato de tomate. Não contém glúten.
É muito simples. Um típico italiano prepara a massa e o sughetto juntos.
Enquanto a massa está sendo cozida em água quente, deite o conteúdo do pote em uma panela em fogo médio.
Quando tudo estiver quente, basta adicionar um pouco da água da massa dentro do molho. Assim, se garante que o molho volte a ter a umidade adequada.
Quando a pasta estiver “al dente”, misture tudo em uma panela e salteie um pouquinho, adicionando queijo parmesão ralado bem fininho. Isso garante que a massa absorva melhor o sabor do molho.
Quando a massa estiver servida no prato, basta ralar um pouquinho de raspas de laranja.
“La pasta è pronta”.

A tradição da toscana no molho ragu. Feita com ingredientes que proporcionam aromas e sabores muito agradáveis, podendo ser combinado com, praticamente, todo o tipo de massa.
Tomate, carne bovina, carne suína, extrato de tomate, cebola, cenoura, salsão, azeite de oliva extra virgem, alecrim, sálvia, alho, sal, açúcar e vinho tinto. Não contém glúten.
É muito simples. Um típico italiano prepara a massa e o sughetto juntos.
Enquanto a massa está sendo cozida em água quente, deite o conteúdo do pote em uma panela em fogo médio.
Quando tudo estiver quente, basta adicionar um pouco da água da massa dentro do molho. Assim, se garante que o molho volte a ter a umidade adequada.
Quando a pasta estiver “al dente”, misture tudo em uma panela e salteie um pouquinho, adicionando queijo parmesão ralado bem fininho. Isso garante que a massa absorva melhor o sabor do molho.
“La pasta è pronta”.

Da simplicidade a complexidade. Um molho tradicional assim é simples no modo de preparo e ao mesmo tempo versátil podendo ser combinado com massas, carnes e risotos. Entretanto, é um molho que pode ser considerado vegetariano, pois leva basicamente cebola roxa e vinho tinto.
Cebola roxa, azeite de oliva extra virgem, sal, vinho tinto seco. Não contem glúten.
É muito simples. Um típico italiano prepara a massa e o sughetto juntos.
Enquanto a massa está sendo cozida em água quente, deite o conteúdo do pote em uma panela em fogo médio.
Quando tudo estiver quente, basta adicionar um pouco da água da massa dentro do molho. Assim, se garante que o molho volte a ter a umidade adequada.
Quando a pasta estiver “al dente”, misture tudo em uma panela e salteie um pouquinho. Isso garante que a massa absorva melhor o sabor do molho.
Quando a massa estiver servida no prato, coloque um pouco de pimenta do reino.
“La pasta è pronta”.
É muito fácil. Quando seu risoto estiver quase pronto, ou seja, quase “al dente”, adicione o conteúdo do pote ao risoto. Misture bem até que tudo esteja homogêneo e no ponto. Desligue o fogo, tampe a panela e espere de 3 a 5 minutinhos.
Pronto, é só servir e comer.

A receita fidedigna do “pesto di basilico” Italiano. Talvez o mais italiano dos nossos molhos. Combina com pequenas entradinhas até com massas.
Ingredientes: Manjericão, parmesão, azeite de oliva extra virgem, alho, sal, nozes, castanha do brasil. Não contém glúten.
Azeite de oliva, manjericão, queijo parmesão, nozes, castanha do brasil, alho e sal.
Simples como deve ser.
Quando sua massa terminar de cozinhar e estiver “al dente”, basta escoa-la reservando um pouquinho da água de cozimento.
Em seguida, como fogo desligado, volte a massa para a panela de cozimento ainda quente, e misture o conteúdo do sughetto pesto. Misture bem e sirva nos pratos. Por fim, é só ralar um pouco de queijo parmesão sobre o prato.
Pronto, “Pasta al pesto”.
Basta escolher um pão de casca grossa, de preferência um italiano, cortar em fatias bem fininhas e colocar para assar. Quando tudo estiver douradinho e crocante, retire do forno e espalhe um pouco do pesto em cada fatia.
Caso queira algo mais simples, basta espalhar o pesto diretamente no pão sem precisar torrar.
Pronto, “Tutti a Tavola”.

Nosso patê para entradinhas. Seguindo a antiga receita Toscana da família de nosso chef Franco. Ideal para fatias de pães crocantes, vai muito bem com um vinho tinto. Surpreende qualquer convidado.
Fígado de frango, cebola, vinagre, azeite de oliva extra virgem, salsão, alcaparra, alecrim, sálvia, conhaque, manteiga, pimenta do reino e sal. Não contém glúten.
Basta escolher um pão de casca grossa, de preferência um italiano, cortar em fatias bem fininhas e colocar para assar. Quando tudo estiver douradinho e crocante, retire do forno e espalhe um pouco do patê em cada fatia.
Caso queira algo mais simples, basta espalhar o patê diretamente no pão sem precisar torrar.
Pronto, “Tutti a Tavola”.

Cucinare è fantasia, semplicità,
intuizione e velocità d’esecuzione.

Projeto

Sugetto | Lavorato a Mano

O Projeto

“Se divertir na cozinha é nosso único compromisso. A legítima culinária italiana se faz comendo, bebendo e conversando.”
— Franco Maria Sala

Na Itália, Sughetto é um termo carinhoso relacionado ao preparo de uma massa simples e rápida com um molho saboroso.

Nosso intuito é descomplicar os preparos, demonstrando que qualquer pessoa pode se apaixonar por cozinhar e se alimentar bem. Os molhos Sughetto são feitos com todo o cuidado para assegurar que você tenha uma experiência única a cada prato que preparar!

Fique atento que teremos muitas novidades em breve!

numero 1

conversando_duemani2

Nossos Serviços

Chef privato

Específico para almoços e jantares em casa com no máximo 8 pessoas.

Baseado nos gostos do cliente, montamos um cardápio completo com harmonização de vinhos e, ou, cervejas.

Chef di casa

Preparado para almoços e jantares em espaços de eventos e casas com até 70 pessoas.

Criamos cardápios específicos para serem trabalhados em buffet.

Lezioni a casa

Fazemos um dia destinado para quem tem interesse em aprender técnicas de cozinha sem complicações em suas próprias casas.

De maneira descontraída, tudo é feito com calma e acompanhado de vinho.

Os cardápios são destinados para um dia normal em família, e para aqueles que são mais dedicados, as aulas podem começar no momento da compra dos ingredientes.

rolo_macarrao_due_mani2

Os Chefs

O Sughetto hoje é constituído por dois profissionais da cozinha: O casal de Italianos, Franco Maria Sala e Claudia Pantarelli,
dois chefs que se completam no amor e na cozinha.
Franco de Maria Sala

Nascido em Roma, mas criado no campo, é ainda um menino curioso que está sempre investigando e surgindo com novas ideias.

Já trabalhou como chef em mais de 6 países e agora está se tornando um brasileiro.

Sou Romano, mas como minha família está distribuída pela Umbria, Toscana e Lazio, posso dizer que minhas influências na cozinha são dessas três regiões. Minha família e eu estamos desde sempre envolvidos no ramo da gastronomia, em específico, vinho e carne. Minha motivação inicial para a gastronomia foi minha mãe. Lembro dela cozinhando com os alimentos que nos mesmos produzíamos. Lembro das panelas enormes no fogão a lenha, o cheiro do pão quente, e o leite fresco.

Quando o almoço ficava pronto, ela gritava para toda a família: – “A távola, sbrigatevi che si fredda!” (Está na mesa, rápido que se não fica frio!). Mais tarde comecei a trabalhar em alguns restaurantes, mesmo cursando uma universidade com poucas características relacionadas a cozinha. Quando me formei em Comunicação Internacional, fui morar em Los Angeles por três anos. Durante esse tempo trabalhei em alguns restaurantes. Foi aí que percebi minha necessidade de compartilhar minhas ideias na cozinha. Após o período nos Estados Unidos, acabei indo para a Africa do Sul para ajudar a desenvolver o restaurante de um amigo. Depois de um ano, fiz o mesmo em um restaurante na China.

Eu era jovem e era fascinado por essas experiências. Então, quando finalmente voltei para a casa, decidi abrir um restaurante familiar em Orvieto (Umbria). Trabalhávamos com cortes de carnes própria de minha fazenda de boi chianina na divisa com a Toscana. Eramos conhecidos pela verdadeira Fiorentina Chianina, prato típico da Toscana e Umbria. Me dediquei como administrador e chef por três anos. Então, com amigos, desenvolvemos um projeto de turismo gastronômico “My Umbrian Eye”. Nos dedicamos em oferecer viagens turísticas gastronômicas personalizadas que relacionavam experiências completas na região da Umbria e Toscana. Ao mesmo tempo promoviamos o comercio local.

Claudia Pantarelli

Italiana de Orvieto, Sommelier e chef patissier.

Além de ter muitos anos na área e ser destemida no que faz, esbanja simpatia. “La nostra brava ragazza”.

Nasci em Orvieto, próximo a Roma. Eu era jovem quando comecei a trabalhar e me interessar pela vida em restaurantes. Mas posso dizer que foi em um programa de intercâmbio na Irlanda que eu notei que a gastronomia seria minha vida. Eu trabalhei por quase 1 ano em um restaurante Italiano em Dublin. Tive muito contato com a confeitaria e bebidas. Quando voltei para casa, estava indecisa sobre fazer odontologia, ou gastronomia. Escolhi Odontologia, mas no segundo ano de curso, decidi parar e fazer a escola de Somelie em Milão, o AIS (Associação Italiana de Somelies).

Após esse curso, voltei para Orvieto muito empolgada e junto com minha mãe, abrimos um Bistrô que oferecia muitos dos vinhos típicos da Itália, principalmente da Úmbria. Ao mesmo tempo, comecei a fazer um curso de chef patissier. Apesar de ter sido uma época bastante trabalhosa, tudo o que eu aprendia, eu conseguia aplicar no restaurante da família, ou seja, foi uma ótima oportunidade.

Alguns anos depois, conheci o Franco, e começamos a morar e trabalhar juntos. Nos demos muito bem desde o início. Um tempo depois recebemos uma proposta de trabalhar juntos no Hotelito Lupaia na Toscana. Lá tivemos ótimos momentos.

Nos empenhávamos muito, mas era tudo apaixonante.

Após alguns anos fazendo as mesmas coisas, percebemos que precisávamos fazer algo a mais, porém não sabíamos o que, exatamente. Foi aí que curiosamente recebemos uma proposta de vir ao Brasil montar um restaurante em São Paulo, o I Tramezzini. Nossa vida mudou muito, e para melhor.

Hoje não estamos mais no restaurante, mas estamos desenvolvendo o nosso, que se chama Sughetto.

Imagino que temos um futuro muito bacana pela frente.

ico_panela_branca

Contato

 

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Escreva quais são suas ideias
de evento ou chef privado, que entraremos em contato assim
que possível.

+55 11 9 5348-0795

contato@sughetto.com.br

Sughetto | Lavorato a Mano

Sughetto. Lavorato a mano.LAVORATO A MANO

img_home_3

/sughetto.casa   @sughetto.casa

+55 11 9 5348-0795

contato@sughetto.com.br

Back to Top
mautic is open source marketing automation